Henrique Alves deixa prisão para cumprir regime domiciliar

O ex-deputado Henrique Eduardo Alves deixou a Academia da Polícia Militar na tarde desta sexta-feira(04) na capital potiguar, após a concessão de habeas corpus do desembargador Ney Bello, do Distro Federal, no processo da operação Sépsis.

Na prática, porém, Alves ficará em prisão domiciliar em razão de uma outra decisão, esta da Justiça do RN. Para soltá-lo, Bello proibiu-o de manter contato com outros investigados, de manter atividade política e solicitou a entrega do passaporte.

Henrique, ex-ministro e ex-presidente da Câmara, estava preso desde o dia 06 junho do ano passado quando foi deflagrada a operação Manus e deixou a academia nesta sexta-feira. Neste domingo completaria 11 meses da prisão de Alves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.