MPRN recomenda que prefeitura de Guamaré exonere servidora envolvida em esquema

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) recomendou que o prefeito de Guamaré exonere a servidora Tércia Raquel Olegário Carvalho, que ocupa cargo comissionado por suposto envolvimento em prática de crimes contra a administração pública, desvelados na operação Máscara Negra.

Uma decisão judicial já havia suspendido seu exercício em função pública e ainda proibiu seu acesso à sede ou qualquer outra dependência do poder público municipal. A operação, deflagrada em 2013, desarticulou um suposto esquema de contratação irregular de empresas para realização de festas na cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.